História do Bolicho

O Bolicho do Gaudério surgiu em 1985 quando seu proprietário Nédio Vani, que fazia parte da patronagem do CTG Vaqueanos D´Oeste, na época com menos de 50 associados, sentiu que era necessário ter na cidade uma casa de pilchas gaúchas. Resolveu numa pequena sala (50m²) na Praça Central de Chapecó, montar uma loja de Artigos Gauchescos e Artesanatos Regionais. Na época exercia a profissão de prof. de Ed. Física na Universidade, colégios, clubes e de Caixa no Banco do Brasil.

Conhecedor das coisas e da história gaúcha, seu comércio cresceu com o slogan; "Um pedaço do Rio Grande no Coração de Chapecó" pois a cidade, considerada a Capital do Oeste, foi desbravada por gaúchos e está situada a 20 km do Rio Grande do Sul. Com a evolução, em 1988, a loja foi transferida para duas salas comerciais hoje com 240m², que está localizada próxima a Igreja Matriz, Terminal Rodoviário, ao lado do Hotel Almaster, Eston Hotel, Secretaria do Oeste e praça central. Na sala 1 o Bolicho possui artesanatos da cultura Gaúcha e lembranças da região. Na sala 2 o gaúcho ou turista encontra a pilcha completa para o peão, prenda e piá e demais artigos que completam a Indumentária Gaúcha.

Nas paredes da loja, estão expostos mais de 200 quadros de fotos da trajetória de seu proprietário Nédio Vani. Recanto do descanso, barricas de pinga do Grêmio e do Inter, música tradicionalista, museu de artigos gauchescos antigos, fazem parte do bom ambiente aos que visitam a loja.

O Bolicho do Gaudério hoje é uma loja reconhecida nacionalmente e internacionalmente, pois recebe durante o ano, gaúchos dos mais longínquos rincões, turistas e profissionais da carne de diversos países do mundo, que vem à Chapecó para conhecer ou fazer negócios na Capital Sul-americana das Agroindústrias.